terça-feira, 19 de maio de 2009

AMOR REAL

Pastor Jônatas Martins Lopes

[I Aos Coríntios 13: 4-8, 13]
A palavra AMOR do original grego é dividida em 4 classes principais que são:

FHILEŌ

Fhileõ é a palavra mais generalizada para “amar”, e pode representar o amor fraternal, amor entre os pais e os filhos [Gênesis 37: 3]. A palavra, fraterno forma um conjunto que indica de forma geral a família, ou uma irmandade. Fileō é a fraternidade ou o amor entre irmãos de sangue e que vem diretamente refletir no meio em que vivemos como irmãos, a Igreja visível, ou seja, a Igreja resgatada por Jesus.
Alguns textos Bíblicos que nos ajudarão a entender [Gênesis 44: 28-31] “Um deles já me deixou; eu nunca mais o vi. Deve ter sido despedaçado por animais selvagens. E, se agora vocês me tirarem este também, e alguma desgraça acontecer com ele, vocês matarão de tristeza este velho. Agora, senhor – continuou Judá – se eu voltar para a casa sem o rapaz, logo que meu pai perceber isso, vai morrer na hora. A vida dele está ligada com a vida do rapaz, e nós seríamos culpados de matar de tristeza este velho”. [João 15: 12] “O meu mandamento é este: Amem uns aos outros, como eu amo vocês”. [I Pedro 1: 22] “Agora que vocês já se purificaram pela obediência à verdade e agora que já têm um amor sincero pelos irmãos na fé, amem uns aos outros com todo coração”. [Jó 1:5] “Quando terminava uma rodada de banquetes, Jó se levantava de madrugada e oferecia sacrifícios em favor de cada um dos seus filhos, para purificá-los. Jó sempre fazia isso porque pensava que um dos filhos poderia Ter pecado, ofendendo a Deus em pensamento”.

FHILOI

Fhiloi representa o “amor entre amigos”, manifesto por sentimento fiel de afeição, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligados por laços de família, ou por atração sexual. Ë um relacionamento de amizade profunda. [I Samuel 18:1] “Saul e Davi terminaram a sua conversa. Jônatas, filho de Saul, começou a sentir uma profunda amizade por Davi e veio a amá-lo como a si mesmo”. [I Samuel 18: 16] “Mas em Israel e em Judá todos amavam a Davi porque ele era um líder corajoso”.

O resultado desse amor sincero está registrado no capítulo vinte de I Samuel. “Jesus continuou: - o nosso amigo Lázaro está dormindo, mas eu vou acordá-lo”. [João 11: 11]

ERŌS

Eros representa o “amor paixão, que exprime desejos sensuais”, do grego deus do amor erótico. A paixão é uma disposição que pode levar o indivíduo a ultrapassar os limites da lógica, sobrepondo-se à lucidez e à razão. Ë um sentimento em alto grau que pode, em casos não raro, controlar o emocional da pessoa ficando este, vulnerável, levando-o até mesmo a matar a pessoa que diz amá-la. [Juizes 14:3] Mas o seu pai e a sua mãe responderam: - Porque é que você foi procurar mulher no meio dos filisteus, aquela gente que não pratica a circuncisão? Será que você não podia achar mulher no meio dos nossos parentes ou entre o nosso povo? Mas Sansão disse a seu pai: - É aquela moça que eu quero. É dela que eu gosto. [I Reis 11: 1,2] Salomão amou muitas mulheres estrangeiras. Além da filha do rei do Egito, ele se casou com mulheres hetéias e com mulheres dos países de Moabe, Amom, Edom e Sidom. Casou-se com elas, mesmo sabendo que o Deus Eterno havia ordenado aos israelitas que não se casassem com mulheres estrangeiras porque elas fariam que os corações deles se voltassem para outros deuses. Os textos de Segundo Samuel onze e Segundo Samuel treze, relatam episódios chocantes com o rei Davi e Bate-Seba, esposa de Urias, e Amnom filho de Jacó com sua meia-irmã, Tamar. Hoje são freqüentes os relatos de homicídios e suicídios entre casais - “por amor”?

ÁGAPE ou AGAPAŌ.

Seu maior emprego no Novo Testamento é para falar do relacionamento entre Deus e o homem. O substantivo agapē é sempre usado no sentido de he agapē tou theou, [o amor a Deus], ou no gênero subjetivo [amor de Deus para com os homens], ou objetivo “o amor dos homens por Deus”. Desta forma, agapē fica bem perto de conceitos tais como: pistis, fé, dikaiosynē, justiça e, charis, graça, todos os quais têm um ponto único de origem, em Deus somente.

O amor de Deus poupou Eva de um castigo maior, condenando em seu lugar a serpente [Gênesis 3: 9, 10, 13, 14];

Poupou Adão, amaldiçoando em seu lugar à terra [Gênesis 3:17];

Deus repreende aquele a quem ama [Provérbios 3: 12; Hebreus 12: 6; Apocalipse 3: 19].

Deus amou a todos [João 3: 16] e o homem precisa corresponder a esse amor:
· Com a obediência (João 14: 15,21).
· Com amor fraterno (João 15: 12; I Pedro 1: 22).

O amor do homem para com Deus traz-lhe benefícios (Romanos 8: 28);

Os segredos de Deus são revelados ao homem que o ama (I Coríntios 2: 9);

Deus nos amou primeiro e por isso temos que amá-lo também (I João 4: 19);

Amar a Deus é mandamento (Deuteronômio 6:5; Mateus 22: 37);

Amar ao próximo (Mateus 22: 39);

Amar nossos inimigos (Mateus 5:4 4) e,

Amar aos irmãos na fé (João 13: 34).

O amor ÁGAPE é amar sem interesse, sem troca de favores (I Coríntios 13: 4-8).

CONCRUSÃO.

“Para os crentes do Novo Testamento, a fé e o amor oriundos do coração também são essenciais ao nosso relacionamento pessoal com Deus. O amor a que se referem às Escrituras, em especial no texto de João capítulo vinte e um, versículo quinze, onde Jesus coloca em evidência a personalidade do Apóstolo Pedro: “amas-me mais do que estes”? Traduz duas palavras diferentes em grego. A primeira é agapaō, “amar desinteressadamente” e significa o amor inteligente e com propósito; sobretudo, da mente e da vontade. A Segunda é phileō, “ser amigo”, e envolve a afeição calorosa e natural das emoções e, portanto, um amor mais pessoal e afetivo. Com o emprego destas duas palavras, Jesus indica que o amor não deve ser somente da vontade, mas também do coração; amor este que brota tanto da determinação, quanto do afeto pessoal”. (livro Traços que fazem a Diferença, pág.79, Pastor Jônatas Martins Lopes).

Bibliografia
Dic. Int. de Teologia do N. Testamento
Bíblia Shedd
Fontes diversas.
E-mail: prjonatas@hotmail.com

Nenhum comentário: